Desempenhe Bem o Papel Que Lhe Foi Dado

Somos como atores em uma peça de teatro. A vontade divina designou um papel para cada um de nós sem nos consultar. Alguns atuarão em peças curtas, outros em longas. Podemos ser chamados a desempenhar o papel de uma pessoa pobre, de um deficiente físico, de uma eminente celebridade, de um líder político ou de um simples cidadão comum.

Apesar de não estar sob a nossa vontade determinar o tipo de papel que nos é atribuído, cabe-nos representar a nossa parte da melhor maneira possível e procurar não reclamar dela. Onde quer que esteja e quaisquer que sejam as circunstâncias, procure apresentar um desempenho impecável. Se o seu papel é de leitor, leia. Se é de escritor, escreva.

Texto extraído do livro A ARTE DE VIVER, O MANUAL CLÁSSICO DA VIRTUDE, FELICIDADE E SABEDORIA,  de Epicteto, GMT Editores, páginas 46

Uma das grandes dificuldades que o ser humano tem é de se aceitar como é e desempenhar o que lhe foi atribuído ao nascer no planeta. Quase todos se espelham em algum modelo idolatrado, em algum personagem que se apresenta bem-sucedido, e tentam imitar as suas atitudes e os seus comportamentos e a seguir o seu exemplo em tudo o que for possível. Tentam imitar o seu modo de se vestir, o corte do cabelo, o jeito de andar e muito mais.

A escolha da profissão, o tipo de empresa, o ramo de negócio, tudo passa a ser baseado em fórmulas falsas de sucesso, dos outros. Digo falsas, porque não são as suas próprias fórmulas, aquelas que estão no seu plano da vida. E fórmulas dos outros não funcionam. 

Uma das principais causas de estresse, doenças e acidentes de trabalho, se origina da insistência em fazer a coisa errada. E quase ninguém se dá conta disso. Insistir em desempenhar uma atividade profissional incompatível com o seu plano da vida e em desacordo com os seus talentos é uma das piores escolhas que você pode fazer. A vida acaba se tornando um martírio e a persistência nesse erro, apesar de todos os sinais e avisos que a vida envia, é quase como um suicídio. 

Se você pretende alcançar a sua autorrealização, no caminho da felicidade, aceite o seu plano e execute ele com o melhor dos seus talentos. Se ele não é um plano como você gostaria que fosse, ele é o melhor do seu merecimento, e se quiser ter um melhor que esse, faça tudo bem feito, se esforce, estude e se aprimore em seus talentos, que a vida recompensará no momento certo.

Há duas maneiras de se lidar com a vida - aceitação ou resistência. A primeira torna tudo mais fácil e a vida ajuda; a segunda torna tudo mais difícil e a vida cobra o seu preço. A escolha é de cada um, e as consequências também.

 

Para ter uma palestra sobre este tema, entre em contato.
 

Powered by BreezingForms

 

 

 

 

 

 


Imprimir